Relator do Conar debocha do Instituto Alana e arquiva denúncia contra o McDonald’s

29/06/2011
By
EmailShare

Reproduzindo nota publicada há pouco pelo Blue Bus. O destaque no texto em negrito é meu, feito para chamar atenção para o desdém com que o Conar trata as iniciativas que incomodam ao mercado publicitário. Com essa postura, o Conar se descredencia como espaço imparcial para que a sociedade possa reclamar e questionar os excessos da publicidade. Com essa postura, de ridicularizar quem protesta, o Conar inibe os consumidores e torna irrelevante o formulário que apresenta na home do seu site para que qualquer pessoa possa fazer uma reclamação. Reclamar junto ao Conar para que? Para ser vítima de escárnio?

Veja esta – Conar arquiva denúncia contra McDonald’s e causa polêmica 08:32 O Conar arquivou uma denúncia do Instituto Alana, recorrente em queixas contra a pub infantil, desta vez contra 1 comercial que o McDonald’s exibia antes das sessoes do filme ‘Rio’. Até ai tudo bem mas veja o parecer assinado por Enio Basilio Rodrigues, pelo Conselho - “Vale a fantasia de trocarmos o nome (do) instituto por outro mais característico – a Bruxa Alana, que odeia criancinhas”. Continua – “Ao contrário dos EUA, aqui o McDonald’s nao é vício, é aspiraçao…cada vez mais crianças pedirao um brinquedo para o pai e este orgulhosamente dirá – Sim, eu posso. Queira ou nao a Alana”. O Alana nao gostou nem um pouco do posicionamento do Conar – “Até esse voto, reconhecíamos o órgao como um conselho de ética. Mas nos desrespeitam, com difamaçao e injúria. Isso mostra claramente que a autorregulamentaçao nao é séria”, diz Isabella Henriques, representante do Alana. Já o Conar responde que seu relator tem “liberdade plena de opinioes”, ainda que elas “pertençam só a ele”. E vc, o que acha do incidente? 29/06 Teresa Levin

 

Veja notícia do Instituto Alana  - ‘Criança e Consumo denuncia promoção do McLanche Feliz ao Conar 25/05/2011′

 

EmailShare

Tags: , , ,

5 Responses to Relator do Conar debocha do Instituto Alana e arquiva denúncia contra o McDonald’s

  1. Cristine on 29/06/2011 at 9:04

    É incrível que quando se questiona o consumo, só pelo consumo, a maioria das pessoas nos olham como se fossemos de outro planeta… Afinal, segundo eles, trabalham para se darem o luxo de comprar… Não têm visão crítica de perceberem que são apenas usados dos dois lados da moeda: mão-de-obra de produção de produtos e fonte de renda a ser explorada. Comprovado pelos argumentos do tal: “nao é vício, é aspiraçao…cada vez mais crianças pedirao um brinquedo para o pai e este orgulhosamente dirá – Sim, eu posso”

  2. Claudia Cru on 29/06/2011 at 10:39

    Regulamentação da publicidade já!!

  3. Guilhermo on 29/06/2011 at 11:32

    Nada imparcial, hein! Tanto na forma quanto no conteúdo da sentença. A publicidade, assim como o jornalismo, precisam ser regulamentadas. Largar na mão do mercado, invariavelmente fará com que aconteçam estes episódios parciais.

  4. Tatiana B. de Castro on 29/06/2011 at 12:10

    É impressionante que um orgão público permita que esse tipo de desrespeito a uma Instituição séria como o Instituto Alana aconteça! O Sr. Enio Basilio Rodrigues deveria estudar as várias pesquisas realizadas no mundo que discutem a mídia e o consumo, sugiro o livro: A Educação na Cultura da Mídia e do Consumo da editora Lamparina. Um pouco de cultura fará bem a uma pessoa que representa um orgão público.

  5. [...] Instituto Alana ao parecer do Conar, que arquivou denúncia contra campanha do McLanche Feliz e fez piada de mau gosto contra a entidade. Publico abaixo e destaco em negrito alguns trechos. Atenção para a frase do relator citada entre [...]

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Airbnb

Assine por email


Airbnb